O MUNDO EM QUE VIVEMOS

O mundo em que vivemos é inseguro, cruel, egoísta e corrupto; conduta e situação que têm provocado insegurança à humanidade de hoje para o seu presente e futuro. O homem está num caminho louco e sem freio, difícil de entender e sair; temos chegado à expressão máxima da problemática humana.     

O mundo em que vivemos, talvez não tenha mais volta por si mesmo; estamos sem achar solução a um complicado sistema que nos reina. 

O MATERIALISMO nos cegou a mente e o entendimento, que tornou o ser humano numa máquina do consumismo, em um espírito ambicioso sem controle e vida.  A conquista humana hoje se enfoca em seus logros e objetivos; é um egoísmo destrutivo sem afeto natural e maligno.  Hoje o homem vive uma solidão e um vazio.  Estamos enfermos e nós mesmos somos o perigo, os piores inimigos da nossa própria vida.     

Vivemos uma guerra social, tecnológica, econômica, política, em uma guerra viral, na guerra do medo e da insegurança social, nas guerra da comunicação distorcida e numa guerra para a destruição da moral e a ética do ser humano.  Está  tudo e todo instável, e um caos, propositalmente construído. Convertido ao homem numa máquina e em um número, anularam sonhos, sua ética moral, o amor e a sua vida.  O ser humano está num labirinto sem saídas e sem alegrias; isto por seguir seus próprios idealismos e caminhos.  O ser humano não foi feito para governar-se a si mesmo, pois conhecemos somente o nosso passado e presente, nada sabemos de nosso futuro; se dominarmos o futuro, governaremos a vida, e, assim teremos um mundo mais justo e seguro. O futuro a Deus pertence!

A Globalização nos deu uma TORRE DE BABEL uma confusão e falta de entendimento; construiu em todas áreas humanas em troca de um labirinto e de um poço profundo sem saída que nos roubou a liberdade, o bem estar e a alegria.

O mundo em que vivemos; nos trouxe a pandemia, pobreza, prisões e a futura ruína.  O mundo em que vivemos está trazendo o inferno a terra; de nada adianta o humanismo nem iluminismo, nem o próprio comunismo que promete igualdade, perfeição e beleza, se não temos Deus na nossa vida.  Estamos depressivos e infelizes. Não existem super homens nem super heróis sem um SUPER E SUPREMO DEUS…para conduzir-nos pelo futuro.

A vida e os direitos humanos são divinos naturais e invioláveis e este mundo o está destruindo, não podemos justificar a destruição massiva em nome da continuidade da vida e de seu futuro.  O homem de hoje é o mais cruel da história.

A cultura Judaica-Cristã é como uma VOZ NO DESERTO; precisamos mais do que nunca resgatá-la e vivê-la. (Sem Deus não vivemos…sem Deus não seguimos…)