ENTREVISTA COM O SR. ANDRÉ FONSECA, FUTURO EMBAIXADOR DO BRASIL EM PORTUGAL

A clássica dinastia política internacional determinou que qualquer representante do povo (ou aspirante a sê-lo) que se digne ser realista, fechar e «descer ao continente», é diretamente qualificado como populista. Talvez por temer que, cada vez mais, uma parte incipiente das lideranças comece a se distanciar do politicamente correto e do emaranhado do estabelecimento que tem vivido longe do desejo do cidadão, em confortáveis ​​escritórios e salões de caminhada. o gramado confortável do teórico, promovendo e promulgando discursos loquazes, padronizados e pré-traçados, pautados por um padrão comum: o politicamente correto. A cidadania mudou, o mundo mudou e exige pessoas «reais» para administrar e cuidar de seus países e cidades. Por isso são rejeitados pela oligarquia politicamente estabelecida, na tentativa de não deixar a sociedade avançar e se manter no poder e apontá-los como populistas. É o caso, por exemplo, do presidente Bolsonaro, que tem sido um choque que move o Brasil. Nesse contexto, e no campo diplomático, está fazendo mudanças importantes nas nomeações das legações daquele país. Um país chave é Portugal, pois pertence à UE e é parceiro natural do Brasil. André Fonseca, surge como um novo embaixador na Península Ibérica.

André Fonseca, pessoa de grande humanidade e envolvimento com Recife e com o Estado de Pernambuco, com uma carreira multifacetada e extensa em sua vida, é um advogado de prestígio, com escritório em Recife e presença em todo o país. Empresário de destaque nos setores imobiliário, turístico e agroalimentar.

Foi cônsul do Gabão no Brasil de 2014 até o presente e conselheiro diplomático para o comércio do Peru no Brasil e pessoa que tem a confiança do presidente Bolsonaro.

P-Queremos saber um pouco mais sobre a faceta humana e pessoal do Sr. Fonseca. Fale um pouco sobre isso, como é o cidadão e / ou pessoa “André”?

R- Inicialmente agradeço aos exímios editores, colaboradores e especialmente aos leitores da ALIANZA 24. A nossa história não é diferente da de qualquer outro imigrante, sendo eu um imigrante do Brasil para o próprio Brasil, falo de um Brasil de dimensões continentais que, somada sua área territorial, caberiam 03 Europas. Não bastasse neste Brasil, onde a lingua falada é o portugês brasileiro, não é raro nos estados mais longíquos se falar e se ouvir um português diferente, com sotaque, vícios linguistícos e pronúncias tão distintas que nos levam a crer estarmos em país alienígena. Fato que deve ser somado aos distintos hábitos alimentares, culturais, o clima, a fauna e a flora que nos remete à realidade de um outro mundo, senão, aquele que nascemos. Fomos colonizados por Portugual e Espanha, somado aos indios nativos do proprio Brasil e Negros, ha epoca escravos, foi desta missigenção de cores, raças, culturas e tradições que surgiu o verdadeiro povo brasiliro, entre les o modesto Nordestino, Pernembucano e Reicifence, que nos esvreve com inesa honra e gratidão.

Após o introduto, fica-se agora sabendo porque ANDRÉ FONSECA é imigrante do seu próprio país.

Aos 14 (catorze) anos de idade iniciava sua vida laboral acompanhado do seu saudoso genitor, numa pequena propriedade rural da família, localizada na cidade de São Lourença da Mata – Pernambuco – Brasil. Já aos 15 (quinze) anos engatinhava na área comercial, comercializando produtos produzidos no sítio da família, a exemplo de frutas, verduras, leite, queijo e animais de pequeno e médio porte. Ao completar 18 (dezoito) anos, no seio escolar, participava da vida acadêmica e política de sua cidade, nesta faze já residendo na capital de Pernambuco, Recife, one coordenou diversas campanhas poliíticas para Prefeito, Governador e, até mesmo, a eleição do mais jovem Presidente eleito no Brasil, Dr. Fernado Collor de Mello, hoje Senador da Republica do Brasil.

Sempre precoce, aos 22 (vinte e dois) anos já estava casado, possui de 02 (dois)  filhos e 02 (dois) netos, sendo sua família e sua fé em Deus, seu motivo de viver. Já aos 24 (vinte e quatro) anos, no ingresso da vida acadêmica, onde cursou Direito, tendo o título de Bacharel inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/PE sob o nº 25.584. Vale ressaltar que na Academia de Direito foi eleito orador de 03 (três) turmas, representando, na colação de grau, mais de 210 (duzentos e dez) bacharéis em Direito.

A partir dos 24 (vinte e quatro) anos até a presente data segue sua vida academica sendo pós-graduado em Direito Civil, Processo Civil, Direito Penal e Processo Penal. Não bastasse, segue sua carreira política e suas atividades empresarias voltadas para a Construção Civil e o Agronegócio.

No ano de 2008 foi nomeado Adido Jurídico do Consulado do Peru para o Nordeste do Brasil, já em 2014 foi nomeado Cônsul do Gabão para o Estado de Pernambuco, função que exerce até a presente data.sendo devidamente inscrito no Ministéro das Relações Exteriores – MRE sob registro CH37.265-1.

Entre outro tantos titulos e comendas, inclusive Doutor Honoris causa, outorgado em 2020.

Durante os seus 55 (cinquenta e cinco) anos de vida, se destacou por amar e respeitar a Deus, sua Pátria, defender a família e os amigos, sempre atuando em favor aos mais fracos, humildes e oprimidos, não fazendo distinção de cores, raças ou religiões, desde que se louve e respeite a Deus.

Sua vida profissional sempre envolveu missões internacionais, advocacia, jornalismo e empreendedorismo, na construção civil e no agronegócio, sendo Comendador de várias ordens e condecorado com inúmeras honrarias, dentro e fora do Brasil.

P-Vamos conversar sobre a situação geral do país. Brasil, uma vasta nação com forças poderosas para o futuro. Pesando a atual crise internacional:

P-1- como você vê o futuro disso?

R- O Brasil é sem dúvida um dos países mais rico do mundo, goza de uma incalculável fortuna em minérios, pedras, petróleo, gás, etc; tem umas das maiores dimensões territoriais do planeta, terras férteis e produtivas, além de ser o país que concentra 1/3 de toda a água doce do mindo. Soma-se a sua atual população de 220 milhões de habiltantes, o que prova sua força motriz para transformar terra, água e sementes em capital, sendo hoje um dos maiores produtores de grão e carne do mundo. Um verdadeiro celeiro que abastece diversos países do planeta.

Tendo por lecalização geografica, topografia e clima, todo pra ser como já é o maior produtor de graões, canes, peixes, aves, do mundo.

O Brasil, pasaou mais de 20 (vinte) anos, dominado pela esquerda comunista, fato que engessou o País, levou quase a falecia a maior empresa do Brasil “PETROBRAS”, que assltada peles governantes de esquerda, como é publico e notorio, desacadeou o MENSALÃO e a operação LAVA JATO, maior escadalo de propinas e furto do erario publico do mundo.

Estando o novo Governo, que tem a frente o Preseidente Jair Mesias Bolsonaro, um verdadeiro guerrerio de Deus, que luta contra um Senado, um Congresso e um Judiciario, enpodrecido, corruido pela corupção, que impedde ao Presidente legitimamanete eleito de cumpror com sua missão isntitucional, sendo Jair Bolsonaro, refem de extorsão da Camara, do Semndao e do Judiciario “STJ”, que dos seu 11 (onze) ministros, 07 (sete) foram nomeados por ex-Presidentes da esquerda comunista.

P-2-Modelo econômico do Brasil, análise dos pontos fortes e fracos a serem superados. Em que momento está o desenvolvimento do grupo BRICS?

R- O Brasil tem por vocação, localização territorial, temperatura, densidade pluvial, relevos, planícies, planaltos, abundância de rios, a tendência já comprovada da exploração agrícola e pecuária, plantações de soja, milho, algodão, etc, criação de gado leiteiro e de corte, assim como a avicultura e suínocultura, sem falar da riqueza de seus oceanos, desta feita, mais uma vez de comprova, que estamos diante do celeiro do mundo, sendo o Brasil o maior país da América Latina e o que detém melhores condições climáticas e topográficas para exploração da agriculrura e pecuária, já sendo hoje o maior de grãos e carne do mundo.

Alem do mais é um dos Países mais ricos do mundo em minerais, ouro, brlhantes, petroleo, gas, etc, podendo ser economicamente auto sustentavel, não duvide que se trata de um dos Países mais promissores do mundo.

Quanto ao BRICS, a ideia “no papel” é maravilhosa, porém, na prática não passa da criação de artifícios e criação de incentivos legais com o fim de reduzir impostos, regular mercado, em especial da já tão sofrida classe do Agronegócio.

Do BRICS, pelo que se tem falado aos 04 (quatro) cantos do mundo, só restou a produção em laboratório de um vírus mortal e invencível que ceifou a vida de milhares de famílias, integrantes ou não, desta conjuntura de países. Devendo prevalecer no mercado mundial a milenar lei do comércio, que seja, a lei da oferta e da procura.

Pergunta-se: onde estava o BRICS quando o dólar chegou a quase R$ 7,00 (sete reais)?. Onde estava o BRICS quando o valor do petróleo despencou a casa inferior a U$ 30.00 (trinta dólares) o barril? Onde está o BRICS agora, quando crianças, jovens, adultos e idosos permanecem trancafiados, amordaçados, portando focinheiras à ordens de seus governos?

Obviamente o BRICS, se não estiver voltado para o enriquecimento de seus dirigentes, só pode estar para BRICScadeira!!!

P-3-Vamos falar sobre energia. Um serviço cada vez mais necessário em todas as áreas de um país, na indústria, no lar e no turismo. Será que o desenvolvimento da energia solar e eólica foi sobrestimado, em detrimento de outras fontes mais potentes como a energia das marés ou o hidrogênio?

R- Evidente que neste mundo do meu Deus não são todos os países que gozam do privilégio de ser banhado pelo sol durante todo o ano, em especial por 09 (nove) meses de sol, sem chivas, prém, equilibrando a ausência do sol, a exemplo da Antártida, temos a possibilidade de explorar a energia eólica, ademais, a energia também renovável, hidráulica, seja ela advinda de rios ou mares, venha a suprir a ausência de sol em certos locais do planete. Por último, há de se ressaltar o álcool, energia também renovável e pouco poluidora. Infelizmente por força de interesses maiores, em pleno século XXI, sendo detentores de toda tecnologia citada, ainda temos que nos render ao “ouro negro”, projudicial à saúde e ao meio ambiente, porém, ainda vital para o desnvolvimente mundial.

Alem do mais o Brasil foi iniovador na produção de alccol, como combustivel menos poluente, extraido da cana de açucar, alem de custo baixo é renovavel e gera milares de empregos, formado uma engranagem milionaria para a economia do País.

P-4-Amazônia, pulmão vital para o Brasil, América e todo o planeta. Depois de tantos regulamentos, catástrofes, intervenções e muitas vicissitudes, onde estamos governamentalmente no que diz respeito à proteção deste vital e imenso espaço natural?

R- Inicio trazendo a público que a preciosa Amazônia, pulmão, coração, corpo e membros do mundo não pertence só ao Brasil, é um patrimônio mundial que temos o dever e a obrigação de preserva-la sobre pena da extinção da raça humana. O inconcebível é a participação ínfima de ONGs internacionais, a pretexto de injetar capital na Amazônia “capital irrisório e insignificante”, em relação ao universo de terra, diversidade de floras e faunas. São essas ONGs que sobre o pretexto de financiar prijetos sustentáveis e de preservação, que veem aos poucos comprando a preço vil nossas matas, patenteando nossas riquezas naturais e aninais, verdadeiros “grileiros”, não só do patrimônio nacional, Brasileiro, mas do patromônio mundial, pertencente a todo planeta. Há quem confesse que a Amazônia já não pertence mais ao Brasil, eis que nos últimos 20 (vinte) anos foi alienada a povos alienígenas, milhares e milhares de terras, matas, fauna, flora e minérios de poder e domínio de estrangeiros enrustidos e ocultados, em nomes de simplórios camponeses.

Nos últimos 02 (dois) anos o NOVO Governo brasileiro instalou na Amazônia um verdadeiro quartel general sob o comando do Vice-Presidente da República, General Amilton Mourão, com o objetivo de expulsar “grileiros”, conter a mineração ilegal (extração de ouro e pedras), minimizar e conter o desmatamento ilegal, assim como devolver aos indígenas suas reservas legais.

P5-Brasil é um país que está localizado na América do Sul.

P-Como você vê a situação nessa imensa área, levando em consideração as ameaças de social-comunismo que prevalecem na Venezuela, levando em consideração que Cuba se encarrega em grande parte da manutenção do sistema?

R- Evidente que o Brasil, por fazer limite fronteirísso com governos de esquerda comunista há décadas, sempre correu o risco de ser contaminado pelo perverso vírus do comunismo, em especial nos últimos 20 (vinte) anos, quando foi governado pela esquerda, que ruíu o país , destruindo, inclusive, o maior orgulho econômico e financeiro do Brasil, denominado Petrobras.

Nos cabe informar que apesar do expurgo da esquerda “comunista” da Presideência da República, o Congresso e o Senado Federal ainda detêm maioria, restando impossível ao atual Presidente Jair Messias Bolsonaro administrar sem a famosa barganha do Congresso e do Senado, fato que impede a tomada de decisões drásticas e enérgicas com o fim de moralizar e exterminar o comunismo revestido de socialismo do país.

O Brasil hoje só não é mais um país Comunista por força dos poderes de Deus, ante a FÉ deste povo em Nosso Senhor Jesus Cristo, o que o faz não admitir a presença de um regime que não respeita nem o próprio Deus.

Ademais, ante sua incomensurável área territorial, a corrupção de agentes públicos e a ausência de um número expressivo de policiais federais e militares do exército, torna-se impossível conter o narco-tráfico, contrabando de metais e pedras, assim como imigração ilegal, se fazendo necessário uma cooperação com países aliados, que tenham o mesmo objetivo de proteger a Amazônia sem, porém, usurparem a soberania brasileira.

O povo brasileiro ja provou por varias vezes que não tolera enm admite o COMUNISMO, ja tendo banido os comunistas em 1964, e recentemente com a eleição do Presidente de Direita Jair Mecias Bolsonaro, prova que o Brasil não é lugar de comunista.

Tão pouco so Países de esquerda que fazem limite com o Brasil interferem ou tem ingerencia na politica local, ao contrario o Brasil refelte em mutos aspectos “positivos”, as nações que o redeiam.

P- No contexto da América Latina, o que você acha da implantação do socio-comunismo em muitos países do continente americano e como a ausência de liberdade e democracia poderia ser banida de uma vez?

R- Primeiramente inexiste “sócio-comunismo”, este termo também é tratado como “Socialismo”, “Progressismo”, “Modernismo”…todos com o único fim de encubar o verdadeiro sistema por eles comandado, que seja, o verdadeiro, abominável, indesejável, inaceitável, regime Comunista, que tem levado os povos dos países por ele dominado à verdadeira calamidade pública, lhes faltando água, comida, remédios e, principalmente, RESPEITO, enquanto seus dirigentes voam em jatos particulares, possuem ilhas, iates e milhões de milhares de dólares em ouro, propriedades móveis e imóveis.

O Comunismo outra coisa não é, senão, a legalização da exploração da maioria oprimida pela minoria elitista e enrustida de socialista.

L-Vamos falar sobre os Estados Unidos. Você é a favor de uma aliança forte com aquele país e, portanto, com todo o meio ambiente. Uma poderosa aliança EUA-América Latina e Espanha-Portugal poderia ser promovida como aliados naturais na UE?

R- Brasil, “deixando de lado a América Latina”, essa que infelizmente não tem conserto nos próximos 100 (cem) anos, Espanha e Portugal, necessitam da tecnologia, do patriotismo e da força bélica dos Estados Unidos da América para defender seu povo e sua soberania, lamentando o resultado das eleições americanas de 2020, uma vez que aquele governo, apesas de atropelos de percurso, estava levando o país ao caminho do crescimento, da lei e da ordem, o que se faz preciso no Brasil, na Espanha e em Portugal, se fazendo necessária uma injeção de coragem, patriotismo, segurança e estímulo à abertura de empresas, indústrias e geração de empregos. Só assim devolvendo a tão almejada dignidade de seus povos.

Essa poderosa aliança não só poderia ser promovida como, ante a cada peculiaridade dos países, sejam nas áreas tecnológicas, agrícolas, pecuárias, científicas, culturas, bélicas, inteiramente ligadas e indispensáveis, umas às outras, seriam reciprocamente úteis. Só com a interação e a união desses povos será possível combater o socialismo comunista que destroe países, de forma só equiparável às pragas do Egito.

Devemos lembrar, que o Brasil foi descoberto e colonizado por Portigual, em interferencia da Espanha, fato que fazem os Paíeses não so alidados mais tamebem irmãos, no DNA do brasileiro, e em sua veias corres sangue “ portugues, espanhol, indigna e negro”, porem somos todos irmãos.

P-6-Vamos falar sobre globalismo. Um plano subterrâneo e provavelmente pouco conhecido do cidadão normal. Você concorda que existe uma «agenda» que foi programada por décadas para conduzir a humanidade a um terreno de semi-escravidão pessoal-financeira e espiritual (em grande medida)?

R- O nome Globalismo está escrito de forma incorreta, o termo correto seria “ENGLOBALIZAÇÃO”, ou seja, juntar um punhado de países, ou todos os países, em um só cesto, submissos e subalternos a um líder, ou meia dúzia de líderes, lhes furtando o direito de pensar, crescer, e até mesmo se reproduzir. Não há comparação mais perfeita do que observar um formigueiro, onde todo o exército, nação e integrantes, laboram diuturnamente e durante toda vida de forma robótica, para abastecer, enriquecer e engordar, a uma só rainha.

Antes do Globalismo, voltando à era da escravidão, o homem era menos desrespeitado, uma vez que usado, abusado e vendido por inteiro, lhe restando tão somente a vida. Após o Globolismo, com toda a sua pirotecnia modernista e inovadora, a dignidade da pessoa humana foi elevada ainda a maior que ao tempo da escravidão, uma vez a que à época dos escravos o homem era vendido por inteiro, sendo preservada ao menos a sua vida, mesmo sem qualquer dignidade, e agora, após o Globolismo, o homem se torna mais uma vez objeto e alvo de maior desrespeito, lhe tirando toda a dignidade, uma vez que no passado era vendido em sua integralidade e hoje, nos dias atuais, é fatiado, vendido em retalhos.

Não é raro anúncios em jornais, revistas e redes sociais, de homens e mulheres ofertando partes de seu corpo, a exemplo de olhos “córnea”, rins, pulmões, membros, e etc, o que mostra o declínio e a degradação da raça humana, em ato reflexo após Globolismo.

Aposta-se que os criadores e inventores do Globolismo são defensores ferrenhos de sua metodologia e modos operandi, uma vez que só eles, e tão somente eles, são os beneficiários do Globolismo, as verdadeiras e únicas senhoras do formigueiros

P-7-O que você acha do atual sistema de monetização fiduciária, em mãos de interesses não transparentes e de finalidade duvidosa?

R- Desde o início dos tempos, até mesmo antes da existência da moeda, os negócios eram feitos pela tradição, que seja, pela entregfa da coisa, ou pela trica da coisa, não é à toa que as feira surgiram desde o início dos tempos, onde o pastor premutava ovelhas por grãos, o tecelão permutava roupas por semoventes, e assim em diante.

Com o passar dos anos, e o crescimento do comércio e mercancia, se tornava impossível o transporte e o número elevado de ovelhas, com um peso incalculável de grãos, para se concretizar o negócio. Foi aí que surgiu a moeda, que à época equivalia ao número de ovelhas do comerciante e às toneladas de grãos do agricultor, o que se chama Lastro.

Desta feita, com a criação dos bancos, cada instituição financeira deveria ter um Lastro em ouroe/ou terras , moeda mundial, tangivel, que autorizaria a emissão de papel-moeda e os repecitivos lastros bancarios.

P-8-Quando certas organizações e dirigentes internacionais falam de um “reset” econômico, você não teme que seja o ponto de inflexão a que querem nos levar para a conclusão de fins duvidosos? Como reiniciar o sistema econômico-financeiro com bons fins para a humanidade?

R- Não resta dúvida que a chegada do COVID – 19 foi o ponto de partida para a tentativa da submissão mundial, por vezes chamado “resert econômico”, o que, aos nossos olhos, não passa de uma tentativa de dominação mundial, com alguns Países e seus líderes forçando a volta do comunismo, com a nomenclatura de “tecnocrata e/ou reiniciar a economia global”, se prevalecendo do LOCKDOWN

Na verdade o objetivo é fazer de homens e mulheres máquinas, desprovidas do convívio social, sem DEUS, ou qualquer outro motivo para viver, servindo apenas como exército e produtores de bens e insumos.

Monitorados e seguidos, sendo deixados às ruas e exilados, quem sabe no deserto, ou condenado a viver às marges da ilegalidade, sendo-lhes casada a própria identidade.

O COVID – 19, o LOCKDOWN que essola o mundo neste instante, em pelno século XXI, é apenas uma amostra para a população mundial do que pode vir a acontecer com a planeta, caso nosso povo não siga as novas regras.

Seria insano cruzar os braços diante da moderna e inovada escravatura, onde o homenes, mulheres e crianças teriam seu fim, na satisfação de privilégios, prazeres e ideais que não são os seus.

Como vemos, não serão bombas, guerras, sangue derramado,… Na verdade, se não agirmos imediatamente estaremos fadados à destruição, aniquilação ou escravidão, coagidos e intimidados, ameaçados e mortos por armas invisíveis e virais.

A prova está no COVID – 19 / CORONA VÍRUS, que levou a morte milhares de pessoas inocentes em todo planeta, uma demonstração do que são capazes uma minoria de líderes e pessoas, em face a sua própria espécie, por cobiça, ganância e poder.

Não podemos deixar isso acontecer…

P-9-Turismo no Brasil. Existem áreas que em termos de marketing seriam classificadas como «maduras» e outras em desenvolvimento previsível. Num contexto atual de restrições que podem continuar, você acha que poderíamos reposicionar o Brasil turisticamente em posições de liderança no médio prazo?

R- O Turismo é, sem dúvida, uma das maiores fontes de rendas, empregos e divulgação de culturas do mundo, que atinge, envolve e reflete em toda sociedade, sejam crianças, adolescentes, pessoas adultas e, especialmente, a chamada “boa idade”.

No Brasil, infelizmente, por políticas públicas descompromentidas com o desenvolvimento, cresimento, e investimento no turismo, a omissão de governos passados, a falta de incentivo dos poderes constituídos, reflete no desaquecimento do turismo, o que por sua vez, furta ao país e aos respectivos estados, geração de rendas, novos empreeendimentos no ramo, a vinda de  capital externo e investimentos internos, que evidentemente geram empregos, circula riquezes e divisas, “tirando o povo do estado de miséria que vivem há mais de 20 (vinte) anos, em decorrência do governo comunista, descomprometido com o crescimento do País e independência financeira de seu povo”.

Acreditamos que com o potencial do Brasil, suas belezas naturais, praias, rios, lagos, matas, selva nativa, clima tropical, com sol 09 (nove) meses por ano, seu povo amável e receptivo, revela que, com investimento em propaganda e marketing nacional e internacional, somado a ações de intercâmbios turísticos em brevíssimo tempo, poderíamos recuperar o antes forte turismo Nacional.

P-10. Transformação agroalimentar. Tradicionalmente, os países mais avançados lideram esse ranking. Em que posição está o Brasil neste setor e o que mais poderia fazer para colocar esta importante nação na liderança na criação de produtos de maior valor agregado já transformados?

R- Hoje o Brasil é o maior produtor de grãos do mundo, em especial, milho e soja, soma-se que o Brasil detém o maior rebanho bovino do mundo, atuando fortemente na suínocultura, avicultura e piscicultura, carcinicultura, fornecendo carnes, peixes, camarões  e grãos para todo o mundo.

Quanto ao valor agregado os grãos, carnes, peixes, hoje já existe um grande avanço, a exemplo de carnes, peixes, aves, camarões ja comercializadas em padrões, cortes especiais e nobres, o que já vem agregando valor a produçao primária.

Importante ressaltar que Países, a exemplo da Arábia Saudita, já encomendam no mercado Nacional os cortes, peso e medidas específicas, inerentes às tradições locais e de fácil comercialização no mercado externo.

O que não é diferente com os grãos, frutas e verduras, que já são comercilizados, selecionados nas formas e padrões exigíveis no mercado externo, sendo sua produção já direcionada a cada local específico.

Acreditamos que num futuro próximo, sendo o Brasil um verdadeiro celeiro pra o mundo, com suas terras férteis e água em abundância, somado às condições climáticas que lhe propicia ser um dos maiores produtores de alimentos da terra, teremos uma produção de grãos e carnes específica para cada canto da terra, respeitando suas preferências e tradições, fato que efetivamente agregará ao preço final do produto melhores resultados.

Fim da entrevista, deseja acrescentar mais alguma coisa?

Nota.- Como pode ver, em cada introdução às perguntas há um P que é uma pergunta e o R uma resposta. Observe que, em alguns, há mais de uma pergunta implícita. No início da entrevista, você deve ter notado que começamos com uma reflexão editorial sobre o que está acontecendo no mundo, com que políticos usar e as novas políticas. De imediato, você verá que quase uma boa parte dessa entrevista é apresentada a seguir com um breve rosto do Sr. Fonseca, como pessoa. Se desejar, pode nos enviar algumas linhas gerais a respeito e esta publicação lhe dará uma forma.

Obrigado por sua colaboração inestimável.

Alianza 24